segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Educação Física nas séries iniciais: uma necessidade!






A Educação Física tem sido tratada através de diferentes enfoques, e por diversos autores contemporâneos, inclusive, grande parte deles com titulações no exterior, como é o caso de Brach, Kunz, Tojal, Shigunov, Go Tani, Neira e Nascimento, dentre outros. Muitos deles assinalam sobre a importância do movimento e da motricidade humana. É consenso que o professor de Educação Física é o verdadeiro responsável pelo desenvolvimento do conhecimento motriz e pela prática de movimentos do indivíduo.

Afirma-se que não somente a educação intelectual tem que ser preocupação dos pais com relação aos seus filhos, mas, também a Educação Motora, tendo em vista que o repertório motor adquirido na infância (quando as crianças estão entre o 1º ao 5º ano) é carregado por toda a vida do indivíduo. Dessa forma, torna-se importante e evidente a preocupação dos pais para com a educação motora de seus filhos.

Compreende-se que é no ensino fundamental, (especialmente do 1º ao 5º ano) que o professor de Educação Física deve trabalhar no sentido de fazer com que a criança adquira o gosto pela prática esportiva, ou prática de atividades físicas, orientando-a para a promoção da saúde, isso pela via da educação. Nesse sentido, as ações, atitudes e procedimentos pedagógicos dos professores de Educação Física com seus alunos, devem ser alicerçados em planejamento didático, política educacional vigente e de ação inovadora, baseada em investigação e conhecimentos científicos.

Na maioria das escolas brasileiras essa idéia é pactuada com os professores que consideram o movimento humano como meio para educar, utilizando-se para isso um termo um tanto quanto esquecido atualmente na Educação Física, que é a psicomotricidade. Dentre os estudos da psicomotricidade articulam-se os trabalhos de Le Boulch, e Parlebás, este último, nos ofereceu suas contribuições pela proposta denominada sociomotricidade, que surge dentre as mais contemporâneas na área da Educação Física.

A sociomotricidade é uma das correntes mais recentes que envolvem a área da Educação Física, e, para Parlebás, o termo psicomotricidade chamou a atenção no sentido da pessoa ser capaz de desenvolver suas capacidades mentais através do movimento. O mesmo autor defende uma ação psicomotriz quando não há interação com os outros, mas, na vivência de uma relação interativa, fala-se de uma ação sociomotriz.

A diferença entre a psicomotricidade e a sociomotricidade se dá no sentido de execução das ações, enquanto na primeira não há relação interativa, podendo acontecer individualmente; a segunda (sociomotricidade) há interação, pois participam dela, mais de um indivíduo cita-se como exemplo: os jogos desportivos coletivos e os jogos cooperativos (recreação), onde os resultados e a interação entre pessoas são bastante favoráveis.

Nesse sentido há preocupação sobre a importância do professor de Educação Física (atuando do 1º ao 5º ano) na elaboração adequada das atividades, utilizando-se para isso práticas pedagógicas contemporâneas e do conhecimento científico, enfatizando, desse modo, as atividades coletivas, objetivando alcançar a personalidade de cada aluno, através do desenvolvimento de suas capacidades e habilidades: físicas, psicológicas e sociais, e, nesse processo, certamente, a inteligência motriz estará sendo desenvolvida.

Entende-se que o objetivo primordial a ser alcançado pelo professor de Educação Física é dispor de novas formas de interação com base no movimento humano, pelo fato deste, ser o objeto de estudo da Educação Física e, como se afirmou: conteúdo essencial ao desenvolvimento humano, pois, desta forma, colaborar-se-á na formação dos alunos (1º ao 5º ano) no que diz respeito à personalidade, desenvolvimento da inteligência motriz, da interatividade e da sociabilidade, enfatizando a atividade física e coletiva.

Nós professores de Educação Física sabemos o que fazer, no entanto, falta o poder público fazer a sua parte, disponibilizando aulas nas escolas onde não há professores de Educação Física, caso que acontece atualmente em algumas escolas municipais (1º ao 5º ano) de várias cidades do Brasil, isso por força da Resolução CNE-CEB Nº 7, DE 14 de dezembro de 2010. Sabe-se perfeitamente o que é legal e o que é necessário. Há alguns prefeitos que diante da legalidade da citada resolução, cumprem a lei fielmente, mas por outro lado quando têm que realmente cumprir a lei em outras oportunidades não a cumprem.

Portanto: Jogos Olímpicos ou Educação Física Escolar?; Jogos Mundiais Militares ou Educação Física Escolar?; Copa do Mundo ou Educação Física Escolar? Educação Física Escolar é importante e necessária e vocês pais devem reivindicar e fiscalizar.

Fiquem de olho aberto para a Educação Física e seus benefícios para as crianças!

Por: Mario Roberto Guarizi


Comente:


Você não pode perder:

500 jogos e brincadeiras
Aprenda Planejar Aulas de Educação Física
Atividades Físicas de Alunos Especiais


Popular

Arquivo do blog