terça-feira, 4 de outubro de 2011

A Importância da Educação Física nas Fases de Alfabetização




A criança durante toda a sua infância aprende a partir do estudo de material concreto de vivenciar experiências concretas. Como diz Perrenoud, a criança deve vivenciar suas experiências, pois assim, ela será capaz de resolver com competência os problemas que lhe surgirão. E só através de experiências concretas, a criança poderá elaborar seu pensamento. Ao nascer, a criança possuí cem bilhões de neurônios e sendo bem estimulada com afeto, durante a primeira infância, ela terá mais chances de desenvolver sua inteligência. As funções motoras, intelectuais e afetivas estão estimadamente ligadas . Através do seu corpo, a criança vê, percebe tudo que a rodeia e procurar tocar, manifestar suas necessidades, manipular objetos, imitar as pessoas, retribuir um sorriso, dar um feedback. Ela faz a leitura do mundo bem cedo e participa com todos os seus sentidos. ( Platão 1922)

De acordo com Platão, o corpo para se conhecer a realidade. "É através do corpo que percebemos, ou melhor, que conhecemos o mundo em que vivemos, pois o mundo nos chega, através da visão, audição, do olfato e paladar. O que nos faz entender melhor aquela famosa frase de Emília Ferreiro : -"LER NÃO É DECIFRAR, ESCREVER NÃO É COPIAR."

A psicomotricidade afeta diretamente a escrita da criança. Tem que haver harmonia entre a ação e a emoção. A criança antes de ir para a escola já aprendeu a andar e a falar e convive com a presença de material escrito e várias linguagens.

O complexo organismo humano se relaciona com o mundo movendo-se. Quando o corpo se move, os sentidos captam informações, ou seja, o aluno já traz para a escola sua experiência corporal e sua comunicação com o mundo através do seu corpo.

Emília Ferreiro possivelmente concordaria em que de nada vale esse enorme esforço para alfabetizar se a aprendizagem não foi significativa. E o significado, nessa primeira fase da vida, depende, mais que em qualquer outra da ação corporal. Entre os sinais gráficos de uma língua escrita e o mundo concreto, existe um mediador, as vezes esquecido, que é a ação corporal.

Se pensarmos que a criança aprende só quando é submetida a um ensino sistemático e que a sua ignorância está garantida até que receba tal tipo de ensino, nada poderemos enxergar.

Saber quer dizer Ter construído alguma concepção que explica certo conjunto de fenômenos ou de objetos da realidade.

A ludicidade é um instrumento de estimulação prático, utilizado em qualquer etapa do desenvolvimento infantil e para qualquer criança. É uma forma global de expressão que envolve todos os domínios da natureza.

Nada mais sério do que uma criança brincando.( Vygos Tshy 1977). Compreende o jogo , brinquedo e brincadeira que estão ali cercados pelo processo de evolução da inteligência sensório-motor (Jean Piaget)

Para Piaget (Conger Hagan, Huston 2001), os jogos não são apenas forma para a criança gastar energia, mais os meios que contribuem e enriquecem o desenvolvimento intelectual.

O brinquedo é o objeto concreto da brincadeira e envolve a afetividade, convívio social e operação mental facilitando a apreensão da realidade (Hishimoto)

As brincadeiras permitem ás crianças identificar, classificar, agrupar ,ordenar ,seriar ,simbolizar, combinar e estimar e ao mesmo tempo , desenvolvem a atenção , concentração ,melhorando a expressão corporal e postura. Emília Ferreiro não nega à E.F sua importância na alfabetização quando escreve: - Do ponto de vista construtivo, a escrita infantil segue uma linha de evolução surpreendentemente regular, através de diversos MEIOS CULTURAIS de diversas SITUAÇÕES EDUCATIVAS e de diversas LÍNGUAS.

Conforme Piaget (Sumumms 1922) a primeira linguagem que a criança compreende é a linguagem do corpo, a linguagem da ação. E através do corpo que a criança interage com o meio.

O esquema corporal compreende todos os gestos realizados pelo nosso corpo, nele mesmo e sobre os objetos; é a tomada da consciência, pela criança, de suas possibilidades motoras e de suas possibilidades de agir e se expressar.(Le Bouch)

A Ed. Física trabalha com o movimento, ação, corpo e propicia situações educativas que auxiliam na construção da escrita.

O que explica a velha frase Alfabetização é Ação que é lida por vários alfabetizadores e não entendida . Vygotsy(1978) defensor do lúdico que nos apresenta os benefícios do lúdico; - Desenvolver a espontaneidade; - Aliviar a tensão interior; - Reeduca o comportamento; - Aumenta o coeficiente da auto confiança; e Ensina a agir com firmeza.

A ludicidade apresenta grandes benefícios do ponto de vista físico, intelectual, social e didático para a criança.

Os professores reclamam que as crianças não entendem o que leêm que codificam e apresentam dificuldades de se expressar e quando escrevem são frases mecânicas. As brincadeiras, e os jogos desenvolvem a criatividade e espontaneidade da criança. Emília Ferreiro declara: Os indicadores mais claros das explorações que as crianças realizam para compreender a natureza da escrita são suas produções espontâneas, entendendo como tal as que não são o resultado de uma cópia (imediata ou posterior, Emília Ferreiro pág. 16 1982)

Concluindo no meu entender Emília Ferreiro tinha consciência da importância da Ed. Física na alfabetização que também valoriza a espontaneidade da criança, o despertar da criatividade da criança e suas experiências corporais e sua vivência social.

Obs. Os autores Alba Valéria de Oliveira.( andrekinny@ibest.com.br ), Valesca Motta Porto e Carlos Leandro R. Antonio estudam na UNIABEU

Bibliografia:

  • Os PCNS 1998
  • Vygotshy - A formação social da mente São Paulo - Martins 1979
  • Emília Ferreiro - A representação da linguagem e o processo de Alfabetização.Pedagogia do movimento na escola de primeira infância Desenvolvimento e personalidade da criança Mussen 2001. Conger, Hagan, Huston 2001 editora: 2001
  • Teorias psicogenéticas em discursão editora: Summus Autores: Yves de La Taille, Marta Hohl de Oliveira, Heloisa Dantas 1922 Summus
Por: Alba Valéria de Oliveira


Comente:


Você não pode perder:

500 jogos e brincadeiras
Aprenda Planejar Aulas de Educação Física
Atividades Físicas de Alunos Especiais


Popular

Arquivo do blog