segunda-feira, 18 de novembro de 2019

A importância das aulas de educação física na escola: uma revisão bibliográfica







Introdução

    O tema a ser abordado neste presente estudo tem como propósito discutir a contribuição da Educação Física enquanto prática pedagógica, podendo atuar desta forma para o processo de ensino-aprendizagem e assim estabelecer uma relação entre métodos educativos que são vivenciadas nas demais áreas do conhecimento trabalhadas nas aulas de educação Física na Escola.

    Nesse contexto a Educação Física atua como um processo de formação do homem, que está presente em todas as sociedades humanas e é inerente ao homem como ser social e histórico. Sua existência está fundamentada na necessidade de formar as gerações mais novas, transmitindo-lhes seus conhecimentos, valores e crenças e, com isso, dando-lhes possibilidades para novas realizações.

    Para compreendermos de forma mais crítica a importância da Educação Física na escola, busca-se normalmente ferramentas capaz de auxiliar no processo de ensino aprendizagem, uma delas é a reflexão da sua própria prática.

    Conforme afirma Piccolo (1993, p.15) "refletir é necessário e os resultados dessa reflexão radical e contextualizada devem ser socializados na perspectiva de desestruturar-se a ordem estabelecida".

    Mas afinal para que serve a Educação Física escolar? Creio não existir pessoa ou profissional mais capacitado para responder esta pergunta que o próprio professor de Educação Física. Mas como bem lembra Piccolo (1993, p.13):

    [...] O principal papel do professor, através de suas propostas, é o de criar condições aos alunos para tornarem-se independentes, participativos e com autonomia de pensamento e ação. Assim, poderá se pensar numa Educação Física comprometida com a formação integral do indivíduo. Dessa forma, pode-se enfatizar o papel relevante que a Educação Física tem no processo educativo. O que, na verdade, ameaça a existência desta disciplina nas Escolas é a sua falta de identidade. Ela sofre conseqüências por não ter seu corpo teórico próprio, isso é, a informação acumulada é vasta e extremamente desintegrada por tratar-se de uma área multidisciplinar.

    Para Marco (1995), a Educação Física dentro da escola serve como instrumento para o desenvolvimento do cidadão, tais como o desenvolvimento das capacidades e habilidades motoras, trabalhadas dentro das diversas maneiras metodológicas de ensino adotadas e também serve como sendo um espaço educativo privilegiado para promover as relações interpessoais, a auto-estima e a autoconfiança valorizando-se aquilo que cada individuo é capaz de fazer em função de suas possibilidades e limitações pessoais.

    Pensando nesse contexto pode-se dizer que a Educação Física exerce um papel importante dentro da escola, pois e deste modo que a capacidade da criança de se movimentar e interagir consigo mesma e com o meio ambiente em que vive se transforma e deste a educação Física desempenha um papel formidável na extensão dos limites do crescimento e do seu desenvolvimento, sendo este um processo demorado e sucessivo. Além da maturação, as experiências e as características individuais agem no processo do desenvolvimento da criança.

    A Educação Física precisa assumir na escola, a responsabilidade de formar cidadãos capazes de se posicionar criticamente diante de novas formas de cultura corporal de movimento. Formando o cidadão que vai produzir reproduzir e transformar essa cultura corporal. Betti e Zulliani dizem que é tarefa da Educação Física preparar o aluno para ser um praticante lúdico e ativo, que incorpore o esporte e os demais componentes da cultura corporal em sua vida, para deles tirar o melhor proveito possível (2002).

    Deste modo o ensino da Educação Física na escola deve contemplar as três dimensões: o saber fazer, o saber sobre e o saber ser, e dessa forma ter sua própria autonomia para saber como, quando e porque realizar atividades que promova e incentive o desenvolvimento das habilidades motoras.

Objetivo geral

  • Analisar a importância da Educação Física para o ambiente escolar, proporcionando um diagnostico sobre como acontece as aulas dentro da escola.

Objetivos específicos

  • Analisar como acontecem as aulas de Educação física dentro da escola

  • Discutir sobre as principais funções da educação física para o processo de ensino aprendizagem.

Justificativa

    Sabendo que a Educação Física tem um papel essencial no desenvolvimento das capacidades e habilidades motoras e que a mesma tem sua importância dentro da escola, que o presente estudo justifica-se em propor uma reflexão sobre como acontece às aulas de Educação física no ambiente escolar e como a mesma pode contribuir para o processo de aprendizagem da criança e do adolescente em seu desenvolvimento, inserindo assim no meio social.

Referencial teórico

    A Educação Física para ser conhecida como um componente curricular tão importante quanto os outros, deve apresentar objetivos claros e com um corpo de conhecimentos específicos e organizados, cuja aprendizagem possa colaborar para que os objetivos da educação escolar sejam alcançados. Como afirmam Elisabete dos Santos Freire e José Guilmar Mariz de Oliveira, (2004, Apud, Freire, 1999).

    A Educação Física precisa assumir na escola, a responsabilidade de formar cidadãos capazes de se posicionar criticamente diante de novas formas de cultura corporal de movimento. Formando o cidadão que vai produzir reproduzir e transformar essa cultura corporal. Betti e Zulliani dizem que é tarefa da Educação Física preparar o aluno para ser um praticante lúdico e ativo, que incorpore o esporte e os demais componentes da cultura corporal em sua vida, para deles tirar o melhor proveito possível (2002).

    O Ensino Fundamental, assim como a Educação Infantil e o Ensino Médio, procuram estabelecer a qualidade no ensino. Esta busca pela qualidade é o ponto de partida que estruturar uma ação pedagógica planejada, dando condições ao indivíduo de entender, interagir e transformar o seu contexto social. A estrutura do Ensino Fundamental, no Brasil, busca pautar-se pela perspectiva democrática, comprometendo-se com a educação necessária para a formação de cidadãos independentes e participativos.

    As escolas tendem a se deter somente a cabeça da criança, esquecendo que somos um conjunto de cabeça e corpo e por isso a educação necessita ser de corpo inteiro. Para FREIRE (2007, p.10): "Que a educação seja uma prática corporal, uma prática de corpo inteiro; que se dirija tanto ao indivíduo quanto à sociedade, de modo que João aprenda a ser João, e Maria aprenda a ser Maria, porém ambos disponíveis para o outro, para a sociedade".

    Dentro das três dimensões citadas, podem-se subdividir os conhecimentos a serem aprendidos: a aprendizagem de habilidades motoras como arremessar, saltar, correr, etc. Jogos, danças, lutas e ginástica, antecipação, localização, lateralidade, etc. Conhecimento de si mesmo e das alterações que acontecem no corpo antes, durante e após a atividade física. Aprendizagem de regras e valores e de percepção de sensações afetivas durante a realização dos movimentos.

    Conforme afirma Barbosa (2001, p.19).

    [...] É necessário que o professor faça uma explanação do que é a Educação Física, pois até mesmo por serem crianças, elas têm a idéia de que é somente jogar bola. Devemos explicar todo o processo de como é uma aula de Educação Física, ressaltando o lado educacional tanto do corpo como do intelecto, explicar os processos de higiene, convivência em grupo (socialização), preconceitos (racial, religioso, social, sexual), mas sempre de uma forma alegre, que se adéqüe à sua linguagem.

    Por isso é necessário que o professor leve em consideração todos os fatores envolvidos, procurando um novo formato na elaboração das aulas, para mostrar o verdadeiro valor da Educação Física no ambiente escolar.

Metodologia

    Este estudo trata-se de uma pesquisa do tipo Bibliográfico tendo como fontes de análise pesquisas publicadas sobre: a importância da educação física na escola. A pesquisa bibliográfica abrange toda bibliografia já publicada em relação ao tema de estudo, e tem finalidade de colocar o pesquisador em contado direto com o que for escrito sobre o determinado assunto (MARCONI E LAKATOS, 2005, p. 190).

    Foram utilizados como critério de inclusão para a pesquisa, trabalhos já publicados que fizessem referência ao presente estudo, apresentando definições e considerações importantes sobre a educação física no ambiente escolar e sua importância para o processo de ensino aprendizagem.

    A busca foi realizada de forma independente utilizando duas bases bibliográficas: Google Acadêmico usando como palavras chaves, (Educação física Escolar, e Biblioteca Virtual do Scielo e a base de dados da Lillacs como as palavras chaves, (a Importância da educação física na escola).

    A pesquisa foi realizada no período de Agosto a Outubro do ano de 2013. Os artigos Selecionados apresentaram conteúdo de relevância para a revisão de literatura desse estudo.

    Foram analisados de forma aleatória artigos dos anos de 2000 a 2012, que apresentam a temática na área de Educação Física Escolar. Os artigos foram analisados por meio de interpretação do conteúdo encontrado nas publicações utilizadas.

Resultados e discussões

    Somente com esta pesquisa não é possível apontar a real importância da Educação Física na escola, mas através desta pesquisa pude constatar que, na visão de muitos autores a educação física vem se tornando cada vez mais um instrumento de socialização para a formação de um cidadão capaz de saber viver dentro de uma sociedade que cada vez mais vem se desenvolvendo e se transformando.

    A Educação Física na escola não se apresenta como deveria, pois sempre acaba limitando-se a uma pequena quantidade de atividades que não geram reflexões posteriores, que perdem seu significado na promoção do imediatismo. Segundo os dados levantados, a falta de embasamento teórico e o comodismo dos professores, além de outros fatores como, por exemplo, os excessos de atividades recreativas acabam formando uma opinião errada da disciplina para os alunos, principalmente pelo fato de que a Educação Física lhes aparece muitas vezes sem significado ou objetivo bem definido.

    É esta falta de objetivo e de identidade da disciplina que, segundo o que foi comentado e pesquisado, gera conflitos para a Educação Física no ambiente escolar, pois falta-lhe uma razão de ser que vá além do corpo, ao mesmo tempo que não o esqueça, e é onde encontra-se o desafio do profissional, em fundamentar cada vez mais suas práticas e dedicar-se à profissão, realizando de maneira efetiva o papel de educador.

    Assim podemos concluir que a Educação Física é uma peça da engrenagem que auxiliará no desenvolvimento global do educando. As aulas de Educação Física contribuem para o melhor desenvolvimento psicomotor das crianças, além de que atuam na evolução de sua personalidade, proporcionando que se tornem indivíduos capazes de fazer suas próprias escolhas e promovendo o sucesso escolar. Como afirma Ferreira (2006) Apud Boluch (2009).

    Portanto, a Educação Física, pelas suas possibilidades de desenvolver a dimensão psicomotora das pessoas, com os domínios cognitivos e sociais, é de grande importância no desenvolvimento da aprendizagem escolar.

Conclusão

    O papel da Educação Física na vida escolar do aluno é de suma importância, pois as atividades físicas ajudam desenvolver também o cognitivo da criança. Na escola ela tem oportunidade de ser trabalhada de acordo com sua idade, sua cultura e aperfeiçoando assim um espaço com mais autonomia. O papel do professor é criar no aluno condições de equilíbrio, desenvolver a interdisciplinaridade.

    Nesse contexto o trabalho da Educação Física deve prever a formação de base indispensável no desenvolvimento motor, afetivo e psicológico, dando oportunidade para que, por meio de jogos, do esporte, da dança, da ginástica, da luta e de atividades lúdicas, conscientize-se sobre seu corpo deste modo, ajuda em vários fatores auxiliando no problema de aprendizado, mas vale lembrar que em primeiro lugar precisa-se do fator "político" verbas para poder desenvolver projetos pedagógicos exemplares.

Referencias bibliográficas

  • BARBOSA, C. L. de A. Educação Física Escolar: as representações sociais. Rio de Janeiro: Shape, 2001.

  • BETTI, M.; ZULIANI, L. R. Educação Física escolar: uma proposta de diretrizes pedagógicas. REMEFE: Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte, São Paulo: Mackenzie, V.1. n. 1, p. 73-82, jan./dez. 2002.

  • COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do Ensino de Educação Física. São Paulo: Cortês, 1992. Coleção Magistério. 2º Grau. Série Formação do Professor.

  • FERREIRA, S; SGANZERLLA, S. Conquistando o Consumidor. São Paulo: Gente, 2000.

  • FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia. São Paulo: Paz e terra, 25º edição, 2010.

  • MARCONI, M. D; LAKATOS, E. M. Fundamento de Metodologia Cientifica. São Paulo: Atlas S.A, 2010.

  • OLIVEIRA, M.K. Vygotski: aprendizado e desenvolvimento, um processo sócio histórico. São Paulo: Scipionne, 2009.


Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui



Comente:


Você não pode perder:

Entre no Grupo de Whastapp
100 Planos de Aulas + 100 atividades para Educação Física Escolar
800 atividades para Educação Física


Popular

Arquivo do blog