quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

14:40

Como diversificar a recreação?



Atividades de qualidade são necessárias para aumentar a competência física, melhorar a saúde das crianças e criar responsabilidade e prazer pelas brincadeiras em todos os alunos. Isso, inclusive, os ajudará a ser fisicamente ativos durante toda a vida.

Programas de educação física e recreação ajudam todos os alunos a desenvolver aptidões relacionadas à saúde, competência física, compreensão cognitiva e atitudes positivas em relação às brincadeiras.

Quando se pensa na recreação, a palavra-chave é criatividade. Para isso, proponha atividades que utilizem tintas, recortes, massinha, sucata, cola — tudo muito colorido!

As crianças gostam de se aventurar com novos materiais, texturas e podem até confeccionar a própria brincadeira! Podem fazer bichinhos de massinha, recortar peças de um dominó em um papelão ou desenhar os quadrados no chão com um giz para pular amarelinha.

Deixe a criança construir a brincadeira! Isso será uma experiência enriquecedora para ela, estimulando a imaginação e criatividade.

A recreação na educação infantil deve ser planejada com cuidado. Para entender melhor todo esse processo e adotar novas estratégias em sala de aula, é necessário que o educador busque sempre se atualizar e diversificar atividades.

Se você quiser ter 100 atividades de Recreação + bônus com desconto por apenas R$9,90, clique aqui!

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

06:38

Educação Física e a Base Nacional Comum Curricular



 


A proposta da Base Nacional Comum Curricular para as aulas de Educação Física passa a ser de tematizar lutas, danças, jogos e brincadeiras, práticas corporais de aventura, ginásticas e esportes. Colocar isso em prática é um desafio para os professores, ainda mais para os que lidam com a escassez de recursos e de espaços dentro das escolas públicas. A constatação das dificuldades, contudo, não deve ser um impeditivo para que atividades diversificadas sejam realizadas, para possibilitar que os alunos acessem um amplo repertório cultural.

Reconhecendo a necessidade de tratar uma gama mais ampla de possibilidades de prática, a BNCC propõe a inclusão de outros conteúdos que não apareciam em documentos anteriores para o componente — e que, em geral, privilegiavam os esportes mais populares. À primeira vista, isso pode representar um aumento significativo de conteúdos a serem abordados. E esses conteúdos podem contar com a ajuda dos alunos. 

Dividir os desafios com os alunos, apoiando-os na solução de problemas práticos, faz com que atuem como sujeitos, ampliem o comprometimento e se transformem em agentes de transformação.

A escuta atenta para as necessidades e demandas vindas dos alunos é um ótimo ponto de partida para o professor iniciar os seus projetos educativos, mas a participação dos estudantes não precisa parar por aí. No processo de adaptação de espaços e de materiais, eles podem interagir ativamente, planejando junto com o professor as atividades e ajudando a implementar as soluções encontradas.

O plano de aula é uma ferramenta indispensável para o professor que deseja organizar melhor suas aulas e facilitar seu trabalho. A Educação Física requer um cuidado muito especial na elaboração deste planejamento. Conheça a reunião "Como planejar aulas e treinos em Educação Física".

Você também pode ter 100 Planos de Aulas + 100 atividades por um valor incrível! Clique aqui e saiba mais!

quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

09:07

Planeje Aulas de Educação Física Escolar



Um professor de Educação Física sem um planejamento de aulas durante um bimestre/trimestre/semestre vai ter muito mais trabalho do que o que se organiza.

Não é a toa que o planejamento de aula é considerado uma peça chave para o alcance de qualquer objetivo profissional. Ele é responsável por nortear a realização de suas atividades, bem como de suas ações, sendo imprescindível na carreira de um professor.

Profissionais da área da educação que se comprometem a fazer o planejamento de aula possuem mais chances de obter êxito no processo de aprendizagem, de modo que sejam evitadas aulas monótonas, desestimulantes e desorganizadas.

Embora nem toda a aula de Educação Física seja igual, para planejar a minhas aulas, particularmente, eu uso planos de aulas prontos e adapto de acordo com as dificuldades que a turma apresenta.

Por acreditar nesse processo, gosto muito do TOP 100 Planos de aulas, que traz 100 planos de aulas feitos de várias atividades feitas dentro da aula de Educação Física. Além dos planos de aulas, tem mais 100 atividades para que eu possa fazer novos planos em cima nos plano prontos.

Ao fazer um planejamento de aulas, o melhor conselho que te dou é estipular seus objetivos. Criar um planejamento com objetivos claros é a melhor maneira de obter diagnósticos sobre os seus métodos de ensino. Afinal, se o objetivo não estiver sendo alcançado, você pode parar, reavaliar os métodos, tentar entender o que está dando errado e criar um novo plano de aula.

Boa sorte!

Popular

Arquivo do blog