terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Unesco incentiva mais Educação Física nas escolas




 



A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura – Unesco alertou que crianças e adolescentes em todo o mundo estão realizando cada vez menos atividades físicas. Trata-se de uma tendência que, segundo a organização, traz sérias consequências para a saúde e para o desempenho em sala de aula.

A tendência já é classificada pela Organização Mundial da Saúde – OMS como uma pandemia que causa a morte de 3,2 milhões de pessoas por ano. Por isso, a Unesco lançou o estudo Educação Física de Qualidade – Guia para os Legisladores, que lida com diversas áreas que necessitam de maior atenção segundo a Revisão Global do Estado da Educação Física, documento divulgado em 2014. Entre os principais pontos do estudo estão a implementação da Educação Física nas escolas, o treinamento de professores e a qualidade das instalações para a realização de atividades físicas.

A Unesco pediu tanto aos governos de países em desenvolvimento quanto aos de países desenvolvidos que os cortes de investimentos em Educação Física nas escolas sejam revertidos. Segundo o documento divulgado pela organização, os recursos e o tempo disponíveis para a prática têm diminuído progressivamente na Europa e na América do Norte.

Segundo a diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, os investimentos em Educação Física são amplamente recompensados pelas economias na área de Saúde e pelos avanços na educação. O estudo mostra casos de sucesso no mundo inteiro onde programas de atividades físicas ajudaram a dar aos jovens mais autoconfiança, a desenvolver habilidades sociais e a melhorar o desempenho em sala de aula.

Com informações da EBC



Comente:


Você não pode perder:

500 jogos e brincadeiras
Aprenda Planejar Aulas de Educação Física
Atividades Físicas de Alunos Especiais


Popular

Arquivo do blog