quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Adolescente obeso nas aulas de Educação Física na escola




http://www.wallstreetfitness.com.br/imgs/Fotos/atividade_fisica_na_adolescencia_neutraliza_gene_da_obesidade.jpg

É durante as aulas de Educação Física que várias vezes adolescentes obesos ou com sobrepeso são estigmatizados, recebem apelidos de mau gosto, são discriminados, ridicularizados, e excluídos do convívio escolar. E o professor tem uma responsabilidade educacional em fazer com que este adolescente desenvolva hábitos de vida saudáveis.

Educação Física no Brasil ganhou ênfase na prática de esportes, a fim de se encontrar atletas e também porque através do esporte a Educação Física desenvolveria os aspectos físicos, motores e técnicos de seus alunos (Nahas, 1997), fazer a parte prática, em quadra, é quase uma obrigação nas aulas. E para os adolescentes com obesidade este tipo de aula pode trazer desconfortos, pois ele pode não conseguir acompanhar o ritmo de aula, exclusão pelo rendimento baixo em comparação aos outros alunos, lesões devido ao peso, e a Educação Física se torna para este tipo de aluno uma outra barreira.

Nas aulas de Educação Física o adolescente obeso geralmente é recriminado pela própria atividade desenvolvida que é preferencialmente o esporte, o que o faz ser cada vez menos confiante, menos sociável, com baixa estima; o que por vezes pode acabar acontecendo descontroles, tanto de agressividades como até descontroles alimentares.

Frente às barreiras encontradas no dia-a-dia do adolescente obeso se faz necessário uma revisão que venha a satisfazer os anseios e necessidades desta população nas escolas e nas aulas de Educação Física; disciplina esta que tem uma tendência a privilegiar o esporte o que exclui os obesos pelo fato de serem menos ágeis pelo excesso de gordura corporal, por problemas ortopédicos, por dificuldades de locomoção, por sentirem vergonha de se expor e pelos fatores discutidos no decorrer deste trabalho.

 Assim como o conhecimento a respeito da adolescência e obesidade, pois saberá sobre os problemas que poderão ser presentes em seus alunos nesta fase o que pode refletir durante as aulas, como por exemplo, a vergonha de se expor na frente da turma, ou até mesmo depressão, ansiedade.

Sabendo o professor de Educação Física a respeito dos problemas presentes na fase da adolescência, problemas da obesidade e das Barreiras da Atividade Física, o mesmo terá condições de realizar alterações/rever o conteúdo de suas aulas, o convívio com seus alunos, e tornar suas aulas mais interessantes o que irá contribuir para uma melhor relação dos alunos com a Educação Física Escolar.



Comente:


Você não pode perder:

500 jogos e brincadeiras
Aprenda Planejar Aulas de Educação Física
Atividades Físicas de Alunos Especiais


Popular

Arquivo do blog