terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Prematuros têm risco maior de sofrer problemas comportamentais na idade pré-escolar





Os bebês prematuros que nascem apenas três semanas antes do tempo enfrentam um risco maior de sofrer de problemas comportamentais e emocionais na fase pré-escolar, segundo uma nova análise.

O estudo, publicado online na semana retrasada no The Archives of Disease in Childhood, comparou 916 bebês nascidos entre a 32ª e a 35ª semana de gestação com 543 nascidos a termo, entre a 38ª e a 41ª semana. Quando as crianças completaram quatro anos, os pais preencheram um questionário com noventa perguntas sobre problemas comportamentais e emocionais e uma pergunta aberta, para o registro de problemas não mencionados no formulário.

Os meninos nascidos prematuros tinham mais problemas de atenção e de sono do que os nascidos a termo. Nas meninas, porém, o efeito era mais expressivo. As meninas nascidas prematuras eram significativamente mais reativas emocionalmente, depressivas e introvertidas do que as meninas nascidas a termo. Além disso, em geral, elas apresentavam 20% mais dificuldades para dormir, falta de atenção e comportamento agressivo.

"Nós pensávamos que poucas semanas de prematuridade não eram significativas", afirmou Sijmen A. Reijneveld, autor sênior do estudo e epidemiologista da Universidade de Groningen, na Holanda. "Contudo, esses dados mostram que a criança moderadamente prematura está mais propensa a ter problemas", afirma.

Ele acrescentou que, em algumas circunstâncias, talvez seja clinicamente necessário induzir o nascimento levemente prematuro, "contudo, existem riscos adicionais", afirma.

De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, mais de 12% dos bebês americanos nascem antes da 37ª semana de gestação.



Comente:


Você não pode perder:

500 jogos e brincadeiras
Aprenda Planejar Aulas de Educação Física
Atividades Físicas de Alunos Especiais


Popular

Arquivo do blog