sexta-feira, 13 de março de 2009

A Importância da Psicomotricidade na Educação Física Escolar




Resumo

Este estudo traz a importância dos diversos fatores influenciam o desenvolvimento motor, foram discutidos e fornecem pistas para aspectos de mudanças na infância.

A consideração desses fatores é primordial quando selecionamos os movimentos, utilizamos comportamentos específicos de ensino da Educação Física.

A Educação Física Desenvolvimentista concentra-se na aprendizagem da habilidade motora. As crianças provavelmente adquirem um repertório mais rico de movimento quando suas experiências de aprendizagem são organizadas com a finalidade aprendizagem da habilidade motora e a internalizarão de importantes conceitos de movimentos. O repertório de movimentos das crianças é expandido conforme elas adquirem habilidades motoras e aprendem a modificá-las.

Introdução

O artigo analisa a importância da psicomotricidade na Educação Física escolar, o processo de crescimento de desenvolvimento motor na infância é previsível em termos de princípios universais e progressões seqüenciais enquanto as crianças as crianças desenvolvem níveis mais altos de funcionamentos.

Psicomotricidade é a área que se ocupa do corpo em movimento. Mas não podemos esquecer que o cor Este estudo traz a importância é um dos instrumentos mais poderosos que o sujeito tem para expressar conhecimentos, idéias, sentimentos e emoções. É ele que une o indivíduo com o mundo que lhe dá as marcas necessárias para que se constitua como sujeito.

O corpo em movimento transforma-se em expressão de desejo e, posteriormente, em linguagem. A partir daí, a criança é capaz de reproduzir situações reais, fazendo imitações que se transformam em faz-de-conta. Assim, a criança consegue separar o objeto de seu significado, falar daquilo que está ausente e representar corporalmente.

Durante as aulas de educação física se podem trabalhar todos os conceitos da motricidade humana como uma conseqüência de um trabalho que tem como prioridade desenvolver o gosto pela atividade física de forma prazerosa, lúdica e autônoma, onde os educandos fazem o que mais lhes dão prazer, que é andar, saltar, correr, rastejar, rebater, equilibrar, esquivar-se, quicar, equilibrar, chutar, passar, receber, transportar.

Palavra –Chave: Psicomotricidade,infantil, lúdicas,escolar

Desenvolvimento

O desenvolvimento infantil ,segundo o Referencial Curricular Nacional (1998) a criança precisa brincar, ter prazer e alegria para crescer, precisa do jogo como forma de equilíbrio entre ela e o mundo e através do lúdico a criança desenvolve.

Segundo Serapião(2004) a infância é caracterizada por concentrar as aquisições fundamentais para o desenvolvimento humano, pois é nessa etapa da vida que o indivíduo forma a base motora para a realização de movimentos mais complexos futuramente.

O tempo toda a criança age descobrindo, inventando, resistindo, perguntando, retrucando, refazendo,socializando-se. Neste momento é importante que a criança tenha um bom acompanhamento no seu desenvolvimento físico, cognitivo e psicossocial.

Segundo Darido (2000) a criança, por meio da observação, imitação, vivências diversas, experiências físicas e culturais, constituindo, dessa forma o conhecimento a respeito do mundo.

A escola tem um papel muito importante como facilitar a aprendizagens, estimulando o desenvolvimento integral da criança, através do trabalho em torno de desafios,fazendo que ela explore,crie e desenvolva sua habilidade com objetivo de expandir o seu potencial.

A Educação Física escolar desenvolve um papel importantíssimo, Ela pode oferecer experiências que resultam uma grande auxiliar e promotora no desenvolvimento integrado do aluno, desenvolvendo suas habilidades motoras e sua socialização.

Segundo Catunda (2005) o principal instrumento da educação física é o movimento, por ser o dominador comum de diversos campos sensoriais,o desenvolvimento do ser humano se dá a partir da integração entrea motricidade,a emoção e o pensamento.

A psicomotricidade é um termo empregado para concepção de movimento organizado e integrado. Assim, a psicomotricidade consiste na unidade dinâmica dos gestos, das atitudes e das posturas enquanto sistema, expressivo, idealizador e representativo.

Segundo Borges (2002) o intelecto se constrói a partir da atividade física. As funções motoras (movimentos) não podem ser reparadas do desenvolvimento intelectual (a memória, a atenção e o raciocínio) nem da afetividade (as emoções e os sentimentos). Para que o ato de ler e escrever se processe adequadamente, é indispensável o domínio da habilidade são fundamentais manifestações psicomotoras.

Segundo Darido (2002) aprendizagem motora, podemos afirmar que a aquisição de uma habilidade motora no adulto é o resultado de uma transformação de uma modificação de habilidade anteriormente adquirido e que constituem o repertório do indivíduo.

A educação física, tem um papel fundamental no aprendizado e conseqüentemente no desenvolvimento dos indivíduos,trabalhando funções psicomotoras que formarão a base e darão sustentação para a correta aprendizagem,contribuindo assim o desenvolvimento global das crianças.

Segundo Gallahue (2005) um dos precursores da utilização da educação psicomotora nas aulas de educação física afirma que a corrente educativa da psicomotricidade surgiu na França, em 1966, pela fragilidade da educação física, pelo fato dos professores de educação física não conseguirem desenvolver uma educação integral do corpo. Para ele, muitos desses professores centravam sua prática pedagógica nos fatores ligados à execução dos movimentos, tendo como principal objetivo de sua ação educativa chegar à perfeição desses movimentos, de forma mecânica.

Segundo Nunes (1998) na Educação Infantil, a criança busca experiências em seu próprio corpo, formando conceitos e organizando o esquema corporal. A abordagem da Psicomotricidade irá permitir a compreensão da forma como a criança toma consciência do seu corpo e das possibilidades de se expressar por meio desse corpo, localizando-se no tempo e no espaço.

Atividade lúdica é todo e qualquer movimento que tem como objetivo produzir prazer quando de sua execução, ou seja, divertir o praticante. A atividade lúdica também é conhecida como brincadeira.

A criança que brinca livremente do seu jeito, a sua maneira acaba transmitindo seus sentimentos, idéias, fantasias.

Brincar é também raciocinar, descobrir, persistir e perseverar; aprender a perder percebendo que haverá novas oportunidades para ganhar; esforçar-se, ter paciência, não desistindo facilmente. Brincar é viver criativamente no mundo.Ter prazer em brincar é ter prazer em viver; (MARCONDES ,MARINA,1994)

As crianças, ao jogar, aprendem a lidar com símbolos, a fazer estimativas, a calcular estratégias possíveis e, inclusive, a criar regras e convenções. E estas atitudes frente ao jogo, fazem com que sejam favorecidas as relações sociais das crianças.

Segundo Murcia (2005) as atividades nas quais uma ou mais criança se envolve numa brincadeira cooperativa, colaborativa ou competitiva, com ou sem objeto, dentro de estruturas certas ou no limites.

Os jogos contêm os benefícios desde prática de habilidade motora e específica e o aprimoramento da aprendizagem social.

Conclusão

Concluí que através das atividades que envolvem a psicomotricidade na Educação Física escolar, contribui melhor para o melhor conhecimento da criança, além de desenvolver cooperação, interação, desibinição, socialização, significa recrear-se, porque é a forma mais completa que o indivíduo tem de comunicar-se consigo mesmo e com o mundo.

Retirado de: http://www.webartigos.com/articles/14140/1/a-importancia-da-psicomotricidade-na-educacao-fisica-escolar/pagina1.html


Comente:


Você não pode perder:

500 jogos e brincadeiras
Aprenda Planejar Aulas de Educação Física
Atividades Físicas de Alunos Especiais


Popular

Arquivo do blog