quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Especialistas destacam importância do esporte nas escolas




Em audiência pública na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), nesta terça-feira (2), especialistas destacaram a importância do investimento em esporte nas escolas. A reunião foi realizada para debater o desempenho da delegação brasileira nas Olimpíadas de Pequim, realizadas em agosto passado, e as políticas públicas para o esporte olímpico.

O técnico da Seleção Brasileira Masculina de Voleibol, Bernardo Rezende - o Bernardinho -, destacou a importância do investimento e do incentivo da prática do esporte nas escolas. Para ele, ao praticarem esportes, os jovens aprendem várias lições, como por exemplo, o valor da disciplina como forma de alcançar objetivos.

- Em relação ao resultado [do Brasil nas Olimpíadas de Pequim], precisamos criar os nossos critérios de avaliação. Até que ponto o número de medalhas significa mudança na abrangência da prática de esportes no Brasil? Serão apenas os ouros que têm valor? Vamos nos tornar uma monocultura de fábrica de ouro? Não é por aí, queremos ampliar questões de cunho nacional - afirmou Bernardinho.

Na opinião do técnico, a audiência da CE serviu como um fórum de debate sobre essas questões. Ele considerou relevante o fato de que, entre os debatedores, é consenso que o esporte é um meio de transformação e tem que ser usado no processo mais importante, que é "o processo de educação dos nossos jovens". Após essa afirmação, o presidente da CE, senador Cristovam Buarque (PDT-DF), pediu palmas para Bernardinho.

- O Brasil não dá certo porque não é um time. Ainda não conseguimos fazer do Brasil um time de duzentos milhões de pessoas com interesses diferentes, mas com um objetivo em comum: ganhar algumas copas, como a da educação - disse Cristovam.

A importância da educação física nas escolas também foi defendida, na audiência pública, pelo presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman. Para ele, tudo tem que começar pela base.

- A educação física nas escolas deve ser exigida e fiscalizada para que possamos dar oportunidade às crianças deste país de mostrarem seu talento e, assim, seguirem em um processo de formação para o esporte - afirmou.

O senador João Pedro (PT-AM) questionou o presidente do COB sobre os critérios usados na distribuição de recursos para as confederações de esporte. Carlos Nuzman afirmou que os presidentes das confederações é que estabelecem os critérios, de acordo com as necessidades.





Comente:


Você não pode perder:

500 jogos e brincadeiras
Aprenda Planejar Aulas de Educação Física
Atividades Físicas de Alunos Especiais


Popular

Arquivo do blog