segunda-feira, 17 de julho de 2017

08:21

Como ter mais eficiência no ensino do Futebol?



O futebol é um esporte coletivo, mas, às vezes, ainda é tratado com esporte individual, em que os atletas passam pelo aprendizado, de forma analítica da técnica, separando-a do jogo.

É importante que desde o começo do processo de ensino, os jogadores entendam uma gama de princípios que começa na maneira que eles se relacionam com a bola, com seus companheiros de equipe até como ocupam o espaço de jogo.

O TOP 100 Futebol - 100 atividades de Futebol tem atividades que procuram integrar o aluno ao jogo de futebol e não só treinar um fundamento específico.

Dentre as atividades que temos dentro do TOP 100 Futebol estão:

Atividades para passe
Atividades para cabeceio
Atividades para domínio de bola
Atividades para Chute
Atividades conjuntas reunindo vários fundamentos

Para o profissional que trabalha com esse esporte, é importante ter em mente que atividades que envolvam o jogo na prática trarão mais desenvolvimento aos alunos. A eficiência no ensino será dada pelas atividades realizadas em conjunto.

Conheça o TOP 100 FUTEBOL ESCOLAR.

sábado, 15 de julho de 2017

05:27

8 formas para o professor de Educação Física Escolar ganhar dinheiro


Esse post tem como objetivo te convidar para se tornar afiliado desses produtos abaixo e ganhar dinheiro com os seus contatos, seja de rede social, email, whatsapp dentre outras formas de comunicação. 

Por cada venda indicada, você ganha 40% do valor do produto, apenas pela indicação. Ou seja, se você é alguém que seus amigos confiam para estudar ou indicação de material, é uma ótima oportunidade. 

Clicando no link dos produtos, você será encaminhado para a página de afiliação do produto. Em cada página, tem as características dos produtos e sua comissão. Veja o que mais se adequa a você e seus contatos e vamos ao trabalho. 

04:57

Plano de Aula: Queimada maluca


https://i.ytimg.com/vi/YHjBKGpzGXY/hqdefault.jpg

Objetivo: queimar, não ser queimado e salvar seus colegas. As crianças terão oportunidades de jogar tentando manter o jogo vivo. Para isso poderão ou não manter os colegas jogando.

Objetivo do Professor:
avaliar seus alunos quanto a participação, cooperação e competição. Avaliar quais atitudes individuais e coletivas estão acontecendo nas sua aulas.

Propósito: colocar os alunos frente a frente com a sensação de vencer ou colaborar. As crianças estarão avaliando seu desenvolvimento de acordo com o equilíbrio do jogo.

Recursos:
uma bola de meia e giz.

Número de participantes: pode ser jogado com diferente números de crianças, sendo maior que 10 para maior motivação. Caso seja um grupo muito grande (40) pode-se usar 2 bolas.

Duração: dependerá do interesse do grupo e da avaliação do professor. Normalmente 20 a 30 minutos.

Descrição: todas as crianças deverão ficar em um espaço suficientemente grande para que todos possam correr e se deslocar sem grandes riscos de choque. Elas receberão um pedaço de giz e anotarão no chão ou na parede, seu nome a letra Q (queimei), a letra M (morri) e a letra S (salvei). O professor joga a bola de meia para o alto e está dado o início. Pode-se colocar uma música para acompanhar o jogo. A criança que pegar a bolas, poderá no máximo dar 3 passos para arremessar a bola nos colegas. Caso ela queime alguém este deverá marcar o que houve e depois ficará sentado no lugar. A criança que atirou também deverá marcar que conseguiu queimar o colega. Para salvar bastará que a criança deixe de JOGAR NO OUTRO e passe para quem estiver sentado (JOGAR PARA O OUTRO). Está então poderá levantar e continuar jogando. Todos os acontecimentos deverão ser anotados para futura análise e discussão em grupo.

Dicas: este jogo é muito bom para que o professor possa avaliar o comportamento real de seu aluno. É possível detectar crianças mais cooperativas (salvam mais), mais competitivas (salvam menos), crianças que fazem parcerias, e trazendo com isso a oportunidade de fazê-los VER. É necessário que o professor proporcione o momento de debate, com tranquilidade, para ouvir os comentários e fazer as possíveis colocações. O professor poderá fazer o jogo sem a marcação e depois colocá-la para eles possam avaliar. É importante colocar que existem diferentes crianças jogando e elas têm a liberdade de serem verdadeiras. Não podemos impor as atitudes e sim mostrar os diversos caminhos que elas podem seguir.

Publicado em 28/02/12 e revisado em 15/07/17

segunda-feira, 10 de julho de 2017

12:29

6 formas de desenvolver o trabalho em equipe no Voleibol


O voleibol ou vôlei é um esporte praticado entre duas equipes numa quadra retangular (aberta ou fechada). Esta é dividida por uma rede colocada verticalmente sobre a linha central.
Ele utiliza uma bola e inclui diversos passes com as mãos. Seu objetivo principal é lançar a bola por cima da rede e fazê-la tocar no chão do adversário.
Há alguns aspectos que devem ser observados para desenvolver um bom trabalho em Equipe

1 - Pratique em diferentes posições.
Para ser um melhor jogador, é preciso aprender a jogar de todas as posições; você precisa ter experiência em todos os cantos da quadra, independente da sua altura ou sua capacidade de levantar. Mesmo que seja melhor em uma posição especifique, jogue de todas elas.

2 - Movimente-se.
Vá atrás de todas as bolas, mesmo que ache que não conseguirá pegar. Tente acertar todas as bolas como se fossem sua última jogada toda vez que você jogar. Se estiver a 110%, todo o time sentirá a pressão e a acompanhará. Eventualmente, todo o time estará com todo o gás na quadra.

3 - Comunique-se com seus companheiros de equipe.
O vôlei depende de uma boa comunicação e o melhor time na quadra é normalmente a equipe que mais se comunica. Fale "vai" ou "minha" muito alto para evitar confusão entre você e seus companheiros de equipe. Grite se a bola está dentro ou fora e fique de olho no jogo. Todo o seu time vai se beneficiar com um jogador se comunicando.

4 - Aprenda. Bons jogadores de vôlei sabem que eles sempre precisam melhorar. Aprender a aceitar críticas construtivas e sugestões é uma parte importante de melhorar o seu jogo, esteja você em um time de vôlei ou jogando informalmente com os amigos. Se alguém, um treinador ou um companheiro de equipe, faz uma sugestão, ouça abertamente e tente integrar novas ideias em sua rotina. Faça uma meta para melhorar.

5 - Seja um jogador mentalmente forte.
Se perder uma bola, mantenha o pensamento positivo. Basta seguir em frente e concentrar-se no próximo saque. O voleibol é um esporte mental e o desanimo trará um impacto muito negativo no seu jogo. Mantenha-se focado e com a intenção de ganhar. Fique firme no seu propósito; quando os outros jogadores perceberem seu empenho, todo o time melhorará.

Fique alerta, mesmo se estiver ganhando com uma vantagem de 10 pontos, o jogo ainda pode virar. Concentre-se no jogo até o final e não mude o seu foco até que tenha acabado.
Seja um bom esportista. Saiba que mesmo se não ganhar, é possível jogar novamente e dar o melhor de si. Seus companheiros de equipe apreciarão a sua boa atitude, independentemente de seu desempenho.

6 - Incentive seus companheiros de equipe.
Cumprimentos e incentivos positivos sempre ajudam. Esteja você jogando ou no banco, sempre esteja torça sempre e mantenha o foco.

Para terminar esse post vou dar uma dica bacana. Conheça o guia Voleibol: Como Montar Treinos Passo a Passo e + de 170 exercícios.  Tenho certeza que será muito útil em aulas e em treinamentos de Voleibol.
Até a próxima!

quarta-feira, 5 de julho de 2017

14:02

Treinamento Funcional na Educação Física Escolar - Ensino Médio


Espera-se que os alunos ao iniciar o Ensino Médio sejam portadores de um
rico acervo motor, pois já passaram pela principal fase de formação e teoricamente deveriam estar prontos para movimentos mais específicos e complexos.

Força, resistência, agilidade, equilíbrio e flexibilidade são habilidades que
compõe o complexo sistema motor humano. São elas que, elaboradas pelo sistema nervoso, são responsáveis pela realização de movimentos básicos como andar e subir escada, até os movimentos mais complexos como movimentos técnicos esportivos. A construção destas habilidades gera na criança a base para um adulto que apresenta domínio sobre seu corpo. Em contrapartida, o aluno que na sua infância não teve seu desenvolvimento motor trabalhado de maneira ampla, fica com um déficit motor que carregará para toda sua vida.

Dentro da escola cabe a disciplina de Educação Física promover o desenvolvimento motor já que esta é a única disciplina que tem o movimento como objeto pedagógico. Estimular e apontar experiências positivas para desenvolver o gosto pela atividade física nos alunos do Ensino Médio pode promover adultos fisicamente ativos. Para tanto se propõe uma alternativa metodológica: Treinamento Funcional.

A ideia de trabalhar com o Treinamento Funcional tem como justificativa
mostrar aos alunos do Ensino Médio, a importância que a atividade física tem para o seu cotidiano e os benefícios que acarretará para sua saúde. Praticar essa modalidade experimentalmente nas aulas de Educação Física de modo a vivenciar movimentos que possivelmente, tanto atraiam quanto minimizem as dificuldades de movimentos habilidosos. Inicialmente o Treinamento Funcional foi utilizado para a recuperação dos movimentos funcionais de idosos e de pacientes lesionados, porém seu sucesso fez com que fosse implantado nas academias brasileiras como método alternativo, alcançando com eficiência os objetivos estabelecidos por professores e alunos. Por que não utilizar o treinamento funcional dentro da escola, já que um dos problemas encontrados nas aulas de Educação Física é a formação deficitária das habilidades físicas?

Importante lembrar que o Treinamento funcional refere-se a um conjunto de exercícios praticados como preparo físico ou com o fim de apurar habilidade sem cuja execução se procura atender a função e o fim prático, ou seja, os exercícios de treinamento funcional apresentam propósito específico, geralmente reproduzindo ações motoras que serão utilizadas pelo praticante em seu cotidiano.

Os exercícios funcionais referem-se a movimentos que estabilizam mais de um segmento ao mesmo tempo, que pode ser realizado em diferentes planos e que envolvem diferentes ações musculares (excêntrica, concêntrica e isométrica).

O programa de exercícios funcionais traz vários benefícios tanto ao corpo como também à mente. Pensando nisso, elucidamos alguns dos muitos benefícios do método:
  • Desenvolvimento da consciência sinestésica e controle corporal;
  • Melhoria da postura;
  • Melhoria do equilíbrio muscular;
  • Diminuição da incidência de lesão;
  • Estabilidade articular, principalmente da coluna vertebral;
  • Aumento da eficiência dos movimentos;
  • Melhora do equilíbrio estático e dinâmico;
  • Melhora da força, coordenação motora;
  • Melhora da resistência central (cardiovascular )e periférica ( muscular );
  • Melhora da lateralidade corporal;
  • Melhora da flexibilidade e propriocepção.

A aula de educação física na escola é o ambiente ideal para proporcionar a
aprendizagem de bons hábitos para repassar aos jovens atitudes positivas e como principal meio de compreenderem o porquê da necessidade de se aprender a cultura do corpo.

Para ter variedade de exercícios funcionais, você precisa conhecer o guia com 200 exercícios de Treinamento Funcional. Além desses exercícios, o guia ensina como a montar o treino de funcional de maneira perfeita. Clique aqui e conheça!
Sendo assim, o Treinamento Funcional pode e deve ser usado em auls de Educação Física Escolar no Ensino médio.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

09:38

Material: 900 atividades de Educação Física Escolar + bônus diversos!




Com a correria do dia a dia, nem sempre é possível desenvolver, na teoria, as atividades para a prática. Foi com essa premissa que surgiu a elaboração de guias especiais para estudantes e profissionais de Educação Física. E isso facilitou a vida de muita gente que precisa de atividades para suas aulas.

Há certos períodos do ano que o planejamento do plano de curso (seja anual, semestral, trimestral...) faz com que o professor precise ter atividade em mãos para fazer os planos de aulas. A gente sabe o quanto facilita ter atividades de diferentes esportes (ou atividades) em mãos nesse processo. Então, eu vou te fazer duas perguntas:

- Você quer facilitar a sua vida profissional com centenas de atividades para Educação Física Escolar?
- Você precisa de atividades para formular suas aulas?
Se você respondeu sim qualquer uma das duas perguntas, vem comigo que vou te dar uma ótima opção!

o que vem esse tal de TOP 800? Ele é composto de 8 guias TOP 100 existentes. Cada guia desse, separado, tem 100 atividades de cada assunto. Os guias que estão nesse combo são:

TOP 100 Atletismo
TOP 100 Basquete
TOP 100 Futebol
TOP 100 Futsal
TOP 100 Handebol
TOP 100 Natação
TOP 100 Recreação
TOP 100 Voleibol
TOP 100 Psicomotricidade

São atividades para todas as idades na Educação Física Escolar, com vários graus de dificuldade dentro de cada esporte/atividade. Elas estão organizadas por fundamentos a serem ensinados e muitas vem com variação de atividades dentro da atividade principal.

Preciso enumerar os bônus que vão nesse combo, porque cada guia deste tem o seu bônus. São TREZE bônus que vão acompanhando esse super combo! Veja quais são os bônus:
  • Apostila com todas as provas do atletismo
  • 05 planos de aulas completos para Atletismo Escolar
  • Apostila completa explicando os fundamentos do basquete
  • 5 planos de aulas completos de Basquete
  • Apostila falando dos fundamentos do Futebol
  • 6 atividades separadas para usar no inicio ou no fim de cada aula de Futsal
  • Apostila completa falando sobre os fundamentos do Futsal
  • Apostila de mini-handebol
  • Cinco planos completos de aula de Handebol
  • Apostila falando sobre a Iniciação na Natação
  • 05 planos de aulas completos para Natação
  • 10 atividades ritmadas para Educação Física Escolar
  • 5 atividades para se fazer em dias de chuva
  • Apostila - 10 atividades para se fazer dentro de sala
  • Apostila completa sobre Estruturas Psicomotoras, onde é explicado o que são abordados tenas como lateralidade, esquema corporal, coordenação entre outros assuntos que são muito pertinentes nessa área.

Não deixe para depois porque o preço deste produto pode mudar a qualquer momento!

Clique na imagem para saber o valor do investimento e formas de aquisição.

Visualizar

Informações sobre o Produto:


Cirado por Daniela Fernandes

05:00

Atividades físicas devem ser iniciadas na infância


http://www.blogelian.com.br/wp-content/uploads/2015/02/esporte.jpg

A prática de atividades físicas deve ser um hábito criado desde a infância. De acordo com os especialistas, há muitas dificuldades em se adquirir esse hábito, porque as pessoas começam já adultas - isso porque, muitas vezes, pais e professores entendem ser errado crianças e pré-adolescentes iniciarem atividades físicas regulares, sobretudo em relação às atividades oferecidas por academias, no processo de fortalecimento da musculatura e resistência.

No entanto, hoje, profissionais da área discordam desse conceito e confirmam que as atividades devem ser muito mais que aquelas sugeridas pelas aulas de educação física na maioria das escolas, que são jogos e atividades em grupo com o único objetivo de socializar e criar o espírito competitivo e valores éticos - também muito importantes para o processo de crescimento humano.

"O mito que se criou sobre crianças não poderem praticar atividades físicas nas academias já está sendo derrubado. Na realidade, treinar desde jovem, se bem orientado em relação aos tipos de exercícios que se realizará na academia, só poderá trazer benefícios, pois o exercício com pesos estimula a liberação de hormônios importantíssimos para o desenvolvimento, como o hormônio do crescimento e os hormônios sexuais", afirma Daniel Kazu, especialista em fisiologia pela Escola Paulista de Medicina.

O especialista destaca, porém, que tudo isso deve ser feito de maneira programada e muito bem orientada, justamente em razão do processo de crescimento da criança. "O que deve ser evitado é exercícios com sobrecarga na coluna, como agachamento com barra, e não utilizar cargas máximas em repetições muito baixas", explica.

Muitas academias não permitem a entrada de crianças apenas em razão de possíveis acidentes. O maior problema apontado seria a imaturidade da criança ou jovem, pois eles tendem a se machucar com maior frequência. "Por isso, é mais natural a presença de meninas nas academias, já que elas amadurecem mais rapidamente: as meninas iniciam em torno dos 13 anos e eles somente a partir dos 15 anos. Desta forma, se for fazer a musculação quando criança ou muito jovem, recomenda-se acompanhamento especial", avalia o especialista.

Publicado em 15/03/11 e revisado em 26/06/17

sábado, 24 de junho de 2017

06:31

Material: 100 atividades de Futebol + 100 atividades de Futsal



Esse produto traz a união de dois TOP 100: o de futsal e o de futebol.

Assim sendo, são 200 atividades desses dois esportes, que são muito utilizados pelo professor de Educação Física na Escola.

100 atividades de futebol:

São 100 atividades para a prática de futebol na Educação Física Escolar. Você tem ideia da quantidade de aulas que você pode fazer com essas 100 atividades?

Esse guia, que você receberá no seu email pouco tempo depois de efetuar a compra, contém atividades para passe, condução de bola, chute a gol, cabeçada, domínio de bola, treinamento de goleiros, jogos simples e combinados com elementos do jogo. São atividades que te darão variedade nas aulas, os seus alunos melhorarão a performance nas aulas e ficarão mais motivados. Disso, eu não tenho dúvidas. Sabe porquê? Porque essas atividades são testadas, na quadra, no campo.

100 atividades de futsal:

O guia TOP 100 FUTSAL é um guia online que traz 100 atividades de FUTSAL e que vai te trazer muitos benefícios para a sua aula, seja na escola, seja em escolinha específica.

Ele tem 100 atividades só para futsal e as atividades estão divididas em fundamentos como: passe, condução, domínio de bola, exercícios para goleiros, além de jogos e exercícios combinados de fundamentos para o jogo.



Clique na imagem para saber o valor do investimento e formas de aquisição.

Visualizar

Informações sobre o Produto:

Cirado por Daniela Fernandes


sexta-feira, 23 de junho de 2017

14:24

Voleibol: Como Montar Treinos Passo a Passo e + de 170 exercícios



O presente trabalho ressalta a importância do profissional de educação física na  busca constante por literaturas que contenham exercícios e treinos para auxiliar no seu trabalho.  

O tema " Voleibol  Como Montar Treinos Passo a Passo com mais de 170 exercícios"  É UMA EXCELENTE ferramenta para o trabalho dos profissionais que almejam cada vez mais propor atividades diversificadas para as crianças, adolescentes e adultos .

Tem por objetivo oportunizar a muitos profissionais que têm dificuldade em elaborar treinos de uma forma organizada e sistemática de acordo com a faixa etária da sua clientela.

Nele você encontrará :

-História do Voleibol
-Fundamentos
-Sistema de Jogos*
+ de 170 Exercícios-Plano de Aula
Treino-Mini Vôlei


Clique na imagem para saber o valor do investimento e formas de aquisição.

Visualizar

Informações sobre o Produto:

Criado por Giovani Soldera

Popular

Arquivo do blog